PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Novidades

Prolar realiza sorteio de lotes para 20 famílias no Parque dos Sabiás

 

Além do sorteio das áreas para as famílias que estavam cadastradas, equipe da Prolar também prestou orientações sobre procedimentos com a construção
 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) realizou sexta-feira (7) o sorteio eletrônico de lotes residenciais no Conjunto Parque dos Sabiás para 20 famílias que já estavam cadastradas no sistema da Prolar e passaram pelo processo de seleção. Além do sorteio das quadras e lotes do empreendimento, as famílias também receberam orientações e dicas de procedimentos para a construção do imóvel no local. Por cada lote, as famílias irão arcar com o valor total de R$ 20 mil, dividido em 150 parcelas.

Será realizada a limpeza dos terrenos e demarcação de cada lote, além de uma vistoria com os novos proprietários. Somente depois de todas as vistorias realizadas, é que as famílias serão chamadas individualmente para assinar os contratos. O vencimento da primeira parcela está previsto para 30 dias após a assinatura do contrato. As famílias têm o prazo de seis meses após essa data para estarem morando no lote, com a construção de uma casa que pode ser de madeira ou alvenaria.

“A equipe da Prolar está aqui justamente para orientar as famílias sobre estas questões, o prazo para construção, que documentos precisa buscar, como solicitar as ligações de água e luz. Nenhuma construção pode ser iniciada sem o alvará, por exemplo. Queremos que elas já saiam daqui com um planejamento para construir este patrimônio, aproveitando essa oportunidade”, apontou o presidente da Prolar, Dino Schrutt, em conversa com as famílias.

Nesse prazo de seis meses, a equipe da Prolar recomenda que o mutuário mantenha o terreno sempre limpo e demarcado, para evitar problemas futuros. As famílias beneficiadas também foram orientadas sobre modelos de construção, como as casas pré-fabricadas e o sistema Casa Fácil, desenvolvido pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa. Um material informativo foi entregue aos mutuários, com informações sobre os lotes, forma de pagamento e outros detalhes, além de uma planta do terreno e também os horários dos ônibus no local.

“Caso o proprietário tenha dificuldade em arcar com as parcelas ou mesmo dar andamento a construção, é importante que sempre procure a equipe da Prolar para orientações. Se a equipe técnica tiver conhecimento da situação de cada um, pode ajudar a pensar alternativas. Aquele mutuário que ficar inadimplente ou negociar o lote, pode sofrer processo de retomada e perder esta oportunidade, desejada por várias outras famílias que aguardam na lista de espera”, alerta o presidente da Prolar.

O Conjunto Parque dos Sabiás foi entregue em etapas, entre os anos de 2015 e 2016, beneficiando mais de 80 famílias. “Orientamos os beneficiários de forma que eles usufruam dos lotes que foram contemplados, podendo construir seu patrimônio em um bairro já formado, com toda a estrutura pública necessária, com transporte público, Unidade Básica de Saúde e escolas municipais”, destacou Schrutt.
 
Novos investimentos
No início de junho, o presidente da Prolar esteve no Ministério das Cidades buscando pela liberação de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) para a viabilização de novas moradias em Ponta Grossa. O pedido pelo recurso já foi protocolado na Caixa Econômica Federal, dependendo agora de liberação para viabilizar novas unidades em Ponta Grossa.
Além da construção dessas moradias, destinadas a famílias com renda de até R$ 1.800 mensais, a Prolar também busca a viabilização de mais empreendimentos financiados pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), voltado a um público de maior renda.

 

 

 

 

 

 

 

Por Mariana Galvão Noronha

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/35750