PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Acesso Restrito

Novidades

Prefeitura assina convênio para a criação do Condomínio Lição de Vida

Melhor idade Prefeitura assina convênio para a criação do Condomínio Lição de Vida

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Prolar, realizou, na manhã de hoje (05),  a assinatura de um convênio com o governo do estado para a criação do primeiro ‘Condomínio da Melhor Idade’ no município. O investimento de mais de 5 milhões de reais, viabilizado em parceria com a Cohapar e o governo do estado do Paraná,  será investido na construção de cerca de 40 casas no bairro de Uvaranas destinadas a idosos cadastrados junto à Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar).
De acordo com o diretor-presidente da Prolar, Dino Schrutt, esse é o primeiro conjunto habitacional voltado para a população da terceira idade do município. Ele conta que a iniciativa integrará o projeto ‘Morar Bem Terceira Idade’ do estado do Paraná que, em Ponta Grossa, receberá o nome ‘Condomínio Lição de Vida’.  “O Paraná está inovando e Ponta Grossa se coloca como pioneira nessa área, com a possibilidade de implementação de quatro projetos na cidade. Cada um desses empreendimentos irá comportar de 40 a 70 residências de aluguel social, possibilitando o atendimento até 600 famílias ao todo.  Nesse nosso primeiro empreendimento serão investidos 5 milhões na construção de 40 casas para a terceira idade  no bairro de Uvaranas, ao lado da Unidade Básica de Saúde do Parque dos Sábias,” explica. “Essa é uma iniciativa muito importante porque a população está envelhecendo e aquelas famílias que ainda não foram atendidas na área de habitação de interesse social no município precisam de um produto que seja específico pra elas. Todas as unidades serão próximas das unidades de saúde e poderão contar com todo um suporte para que as famílias sejam atendidas de forma ampla e digna”, completa Schrutt. 
Segundo o diretor de programas e projetos da Cohapar, Orlando Agulham, um dos principais objetivos da parceria entre o estado e a Prolar é a possibilidade de oferecer moradias dignas a pessoas acima de 65 anos que se encontram em situação de vulnerabilidade. “A governadora Cida Borghetti decidiu atender pessoas em situações de vulnerabilidade acima de 65 anos, que vão poder morar em um condomínio onde terão segurança, assistência médica, horta, academia para a terceira idade, etc. O que nos estamos buscando nesse projeto é promover uma velhice com dignidade para essas pessoas acima de 65 anos”, declara.
Durante o evento, o prefeito Marcelo Rangel salientou a importância da parceria entre o município e estado, responsável pela viabilização do projeto em Ponta Grossa. “Era um sonho do nosso governo a criação de um condomínio da melhor idade e, com iniciativa do governo do estado em promover um projeto semelhante em diversas regiões, a Prolar irá realizar esse sonho. Para isso, a Prefeitura de Ponta Grossa irá doar o terreno, avaliado em cerca de um milhão de reais,  além de oferecer toda a estrutura e apoio para as pessoas da melhor idade que farão parte do nosso condomínio ‘Lição de Vida. Fico muito feliz em poder contribuir para a valorização mais que merecida dessa parcela da população que ajudou a construir a nossa cidade, que hoje é destaque no país inteiro”, conclui Rangel.
 

Parque de Olarias

Na cerimônia a governadora do estado também homologou oficialmente as obras de paisagismo e arruamento do Parque de Olarias, que utilizarão emenda parlamentar do deputado estadual Hussein Bakri para transformar o lago em um espaço de lazer voltado à cultura, esporte e entretenimento. Segundo o secretário de Infraestrutura e Planejamento, Celso Sant’Anna, as obras devem iniciar nos próximos dias.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/40017

Capacitação: Regularização Fundiária Urbana – REURB

WhatsApp Image 2018-06-29 at 14.42.09

Segundo a nova legislação federal sobre a questão da Regularização Fundiária Urbana – REURB Lei 13.465/2017 e o advento da nova legislação municipal a ser sancionada e publicada dando os primeiros passos para criação do “Programa Minha Casa Legal”, o Município de Ponta Grossa terá um novo marco de trabalho a respeito das questões fundiárias de propriedade e posse, existindo um ciclo de etapas a serem seguidas por parte dos servidores envolvidos na questão da REURB no Município. Iniciando-se com um requerimento de legitimado até a conclusão do registro da Certidão de Regularização Fundiária em cartório, acarretando em benefícios tanto ao Município que regulariza áreas até então irregulares, bem como a população, na figura das pessoas beneficiadas com a REURB, que contaram com registro de suas propriedades podendo futuramente alienar o imóvel ou transmitir aos herdeiros.

Segundo o presidente da Prolar Dino Schrutt. “A iniciativa de capacitação busca atualizar os agentes envolvidos com os processos de regulamentação fundiária, oferecendo suporte para o desenvolvimento dos trabalhos alinhados à nova legislação, havendo um trabalho em conjunto dos profissionais envolvidos, em prol da comunidade, para dar maior agilidade processual e eficácia no atendimento das questões fundiárias”.

Prolar e Prefeitura buscam recursos para novos projetos no município

Prolar e Prefeitura buscam recursos para novos projetos no município

O prefeito Marcelo Rangel e o diretor-presidente da Prolar, Dino Schrutt, estiveram em Brasília para buscar investimentos para a área de habitação de interesse social em  Ponta Grossa. Acompanhados do deputado federal Sandro Alex, Rangel e Schrutt participaram de uma reunião, ontem (26) com a secretária nacional de habitação do Ministério das Cidades (Minc), Maria do Socorro, onde foram discutidos projetos de captação de recursos para a viabilização de novos empreendimentos habitacionais de interesse social no município. Outro assunto que também compôs a pauta da reunião foi a implementação do programa ‘Minha Casa Legal’ de regularização fundiária de Ponta Grossa, iniciativa que deve beneficiar mais de 6 mil famílias da cidade.
De acordo com o diretor-presidente da Prolar, a busca de investimentos para ampliar alcance da política habitacional desenvolvida em Ponta Grossa nos últimos anos é uma das preocupações constantes da Companhia. “Nós avançamos muito em relação à viabilização de projetos voltados para a diminuição do déficit habitacional do município e em ações para a promoção de uma maior qualidade de vida para as famílias assistidas pela Prolar. Grande parte desse crescimento se deve ao trabalho constante da Prolar em buscar investimentos para a viabilização de novos empreendimentos. Além disso, o trabalho em outras frentes, como é o caso do nosso programa ‘Lar Acolhedor’ de aluguem social  e do ‘Minha Casa Legal’ de regularização fundiária, discutido durante essa reunião, contribuem para a promoção de alternativas para diversas famílias do município”, declara Schrutt.
“Como parte desse amplo trabalho que vêm sendo desenvolvido durante os últimos anos, em que mais de 7500 oportunidades de moradia foram disponibilizadas para a população, nós continuamos buscando garantias de que a cidade tenha novos projetos na habitação para os próximos meses”, aponta o prefeito Marcelo Rangel. “Um dos aspectos que amplia as possibilidades de diálogo nessa área tem sido, sem sombra de dúvida, o  trabalho  exemplar, e  que hoje é referência em todo o Brasil, desenvolvido pela Prolar na busca de novos empreendimentos e na apresentação de alternativas para as famílias que buscam ter uma moradia digna e que se transforme em legado para as próximas gerações”, finaliza Rangel.

 

Fonte: http://pontagrossa.pr.gov.br/node/39937

Prolar é destaque em evento sobre regularização fundiária

35559105_216282065640395_2664010528279494656_n

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) marcou presença no curso de capacitação em regularização fundiária promovido essa semana pela ABC (Associação Brasileira de Cohab´s e Agentes Públicos de Habitação) e a Urbalegis, em Foz do Iguaçu. O evento, realizado em parceira com a Itapu, discutiu as mudanças na legislação relacionada ao tema, capacitando técnicos para que desenvolvam projetos de regularização fundiária em consonância com a nova lei vigente. Entre os aspectos discutidos, a experiência do município de Ponta Grossa, através das ações da Prolar, figurou entre os destaques do encontro.
Durante a oportunidade, o diretor-presidente da Prolar, Dino Athos Schrutt, apresentou os avanços concretizados pela Prolar nos últimos anos, como a viabilização de mais de 7500 oportunidades de moradia e a ampliação dos trabalhos voltados à regularização fundiária no município. “Nós temos trabalhado intensamente para superar os desafios que a área de habitação de interesse social enfrenta com o grande crescimento da cidade nos últimos anos e poder compartilhar os projetos propostos para o nosso município, que vem se tornando referência na área através do desenvolvimento das políticas públicas de base propostas pela gestão do Prefeito Marcelo Rangel, é muito importante”, declara. Outros pontos ressaltados pelo diretor-presidente da Prolar como essenciais para o êxito das ações da Companhia é a constante busca por parcerias em âmbito estadual e federal, assim como o aperfeiçoamento técnico das equipes voltado ao fortalecimento do projeto de habitação do município. “É imprescindível que nossas ações estejam em consonância não só com a legislação, mas também com o momento que a cidade tem vivido, de grande expansão econômica e o consequente crescimento da população. Pensando nisso, medidas como a criação do Projeto Araucária, o Programa Lar Acolhedor de aluguel social e o Minha Casa Legal, que deve permitir a regularização fundiária para mais de seis mil famílias no município, são ferramentas  que buscam suprimir essa demanda, proporcionando além de qualidade de vida, a garantia de um bens mais importantes para a construção de uma família, que é a casa própria”, finaliza Schrutt.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/39861

Horta Comunitária: Premia melhores canteiros no Costa Rica

057a9735

Iniciativa tem como intuito motivar os moradores que realizam o plantio no local
 
Reconhecer o trabalho da comunidade como forma de motivação. Na tarde desta terça-feira (19) os canteiros da Horta Comunitária do residencial Costa Rica foram avaliados e os três melhores foram premiados. A ação foi desenvolvida pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) em parceria com a Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar).

O programa Cultivar Energia é desenvolvido pela Companhia Paranaense de Energia (Copel), que cedeu o terreno e cercou a área para que a horta fosse realizada. Em março os primeiros legumes e verduras foram plantados e quinzenalmente uma equipe da SMAPA entrega novas mudas.  Agora os participantes já colhem as mais variadas hortifrútis para o próprio consumo e até mesmo venda.

“Esse trabalho é fantástico, estive na cerimônia de inauguração da Horta Comunitária e fiquei surpreso quando cheguei hoje com o rendimento do que já foi plantado. Isso deixa claro que com a vontade da comunidade e a participação do poder público as coisas podem acontecer da melhor forma possível”, declara o secretário de Governo (SMG), Maurício Silva, que participou da votação dos três melhores canteiros.

Ao todo são 90 canteiros, cada um com 15 metros de extensão. Cerca de 32 famílias atuam de maneira ativa no cuidado de suas hortas. “É local de todos, o trabalho coletivo é a melhor forma de desenvolver ainda mais o plantio em cada canteiro”, comenta a assistente Social da Prolar, Marines Viezzer.

A avaliação foi realizada a partir dos seguintes critérios: organização, delimitação do canteiro, limpeza, número de plantas, variedades, entre outros. A análise foi realizada pelos secretários municipais Maurício Silva e Ivonei Afonso Vieira (SMAPA); pelo diretor de operações da Martins Engenharia, Sedinei Rodrigues Ferreira; pelo vereador Florenal, representando o legislativo, e pelo agrônomo da SMAPA, Michel Demiate. Os três vencedores receberam os seguintes prêmios, respectivamente: jogo de panela, batedeira e sanduicheira.
 
Horta Comunitária

Neusa Alves dos Santos representou um dos ganhadores na hora de pegar o prêmio. A moradora do Costa Rica participa da iniciativa há três meses. “Já plantei alface, cebolinha, repolho, brócolis, mandioca, entre outras hortifrútis. A minha expectativa é continuar plantando e quem sabe até mesmo vender”, relata.

“Não há uma coisa mais gratificante do que ver o nosso trabalho dando certo, quando você faz coisas com amor é visível que os resultados vêm. Hoje pudemos demonstrar o reconhecimento pelo trabalho realizado pelos moradores do Costa Rica, e ainda continuaremos a apoiar esse projeto que só tem a crescer”, comenta o secretário de Agricultura, Ivonei Afonso Vieira.

Para melhor atender a comunidade, em abril a Martins Engenharia realizou uma parceria com a Prefeitura e colocou uma cisterna no local para facilitar a irrigação das mudas. “Implantamos uma rede de distribuição de água e de acordo com a demanda da população, mandamos um caminhão pipa para reabastecer a cisterna”, comenta o diretor de operações da Martins Engenharia, Sedinei Rodrigues Ferreira.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/39855