PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Acesso Restrito

Novidades

Caixa prevê que nova linha de crédito para lotes urbanos criará 70 mil empregos no país

Financiamento é voltado para unidades localizadas em bairros novos ou condomínios fechados – segmento nunca antes trabalhado pela Caixa Econômica Federal, o que animou representantes do setor. 

 

A Caixa Econômica Federal espera que o Produlote, uma linha de crédito de 1,5 bilhão de reais disponibilizada a partir desta terça-feira para financiar loteamentos urbanos, possa criar cerca de 70 mil empregos, disse nesta sexta-feira o presidente do banco, Gilberto Occhi.

“Acreditamos que 1,5 bilhão de reais sejam suficientes para o ano de 2017”, comentou Occhi ao participar de evento de lançamento da linha na sede do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), que contou ainda com a presença do presidente Michel Temer.

Anunciado na véspera, o Produlote destina-se a empresas loteadoras ou urbanizadoras com faturamento fiscal anual superior a 15 milhões de reais e financiará até 70 por cento do custo da infraestrutura do loteamento, limitado a 50 por cento do valor geral de vendas (VGV).

O orçamento de 1,5 bilhão de reais vem da própria Caixa e será direcionado a empreendimentos em todo o país, destacou Occhi. “A exigência é que se localize em área urbana. Não vamos incentivar construção em áreas afastadas do centro urbano porque queremos uma política que incentive infraestrutura urbana”, explicou o presidente do banco.

As taxas de juro cobradas devem oscilar entre 15 e 18 por cento ao ano, completou o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza. “São taxas de juro competitivas em um mercado altamente promissor, o que tende a diminuir o custo de aquisição de imóveis”, disse Souza. Segundo ele, a Caixa levou seis meses para estruturar o Produlote, que terá como garantia os recebíveis e outro imóvel.

O prazo de obra é de até 24 meses e a empresa loteadora ou urbanizadora terá mais 6 meses de carência pós-obra e 48 meses para quitar o financiamento. “Também teremos oportunidade de oferecer financiamento individual para famílias que desejarem adquirir um lote”, comentou Occhi, sem entrar em detalhes.

Para o presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Flavio Amary, a criação de uma linha específica para lotes urbanizados pela Caixa é uma demanda muito antiga do setor e deve encorajar outros bancos a entrar neste segmento.

“Sempre que a Caixa inicia um processo em financiamento imobiliário, outros bancos tendem a acompanhar esse movimento”, disse Amary, ressaltando que a linha de crédito para lotes urbanizados corrobora os esforços para solucionar o déficit habitacional do país.

O presidente do Secovi ainda pediu ao presidente Temer que seu governo siga focado em reduzir despesas, e não em aumentar a receita por meio da elevação de impostos. “Seria muito ruim para toda sociedade que tenhamos aumento de imposto”, disse.

Mais cedo, Temer admitiu que o governo conduzia estudos sobre as alíquotas de Imposto de Renda, mas informou que não havia definição sobre o tema.

 

PRÓ-COTISTA

Questionado por jornalistas sobre a suspensão da linha de financiamento imobiliário pró-cotista, que oferece as taxas mais baixas depois do Minha Casa Minha Vida (MCMV), Occhi reiterou que o programa será retomado a partir de janeiro de 2018.

“A Caixa negociou com o Ministério das Cidades e o conselho curador do FGTS para retomar (o pró-cotista) a partir de janeiro do ano que vem”, comentou o presidente do banco, sem elaborar sobre valores.

O orçamento da Caixa para todos os tipos de financiamento habitacional previsto para este ano é de 84 bilhões de reais, sendo 6,1 bilhões de reais para a linha pró-cotista, que o banco afirma ter sido totalmente utilizada até junho.

 

REMUNERAÇÃO DO FGTS

A Caixa distribuirá até 31 de agosto deste ano os dividendos equivalentes a 50 por cento do lucro líquido do FGTS a todos os trabalhadores que tinham conta até 31 de dezembro do ano passado.

“Ainda vamos fechar o balanço do fundo de garantia nesta semana, mas pela primeira vez na vida haverá distribuição de lucros do FGTS”, ressaltou.

Durante o evento no Secovi-SP, o presidente Michel Temer afirmou que a nova remuneração do FGTS adicionará cerca de 7 bilhões de reais ao fundo. Atualmente, o FGTS tem remuneração de 3 por cento ao ano mais a Taxa Referencial (TR).

 

Fonte: http://abc.habitacao.org.br/caixa-preve-que-nova-linha-de-credito-para-lotes-urbanos-criara-70-mil-empregos-no-pais/

Prolar entra em parceria para realização de grande mobilização no Dia das Crianças

Diversas secretarias e departamentos da gestão pública irão trabalhar em conjunto com o grupo de escoteiros Cube Aventureiros e Desbravadores

 

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa está articulando parcerias para realizar uma grande mobilização na cidade, em comemoração ao Dia das Crianças. Em parceria com o grupo de escoteiros Clube Aventureiros e Desbravadores, será organizada uma ação em duas frentes: uma ação social de conscientização com base no Centro de Eventos, e uma grande atividade pública no Parque Ambiental. O evento alusivo ao Dia das Crianças será realizado no dia 14 de outubro, um sábado. Os detalhes foram discutidos hoje (8) em reunião entre os envolvidos.

 

“A Fundação Municipal de Turismo tem por objetivo fazer com que eventos sejam captados para a cidade. Nesse caso, estamos organizando um grande evento da cidade, para a cidade, para nossas crianças, para comemorarmos o dia da melhor maneira possível. E para este grande evento precisamos unir forças. Vamos agir em duas frentes e para isso, vamos contar com a equipe dos Desbravadores, que irão fazer um importante trabalho. No dia das crianças, os escoteiros irão fazer a diferença”, comentou a vice-prefeita e presidente da Fumtur, Elizabeth Schmidt.

 

Dentro da programação do Encontro dos Desbravadores, que deve reunir 3.600 pessoas, com jovens de 10 a 15 anos no Centro de Eventos, o clube de escoteiros irá atuar com diversas equipes para conscientização das famílias instaladas nos conjuntos habitacionais Roma, Atenas, Itapoá, Buenos Ayres e Gralha Azul. Serão montados kits com materiais informativos relacionados a questões de saúde e segurança.

 

“Vamos dividir os participantes do nosso encontro em grupos, que irão de porta em porta levar informações importantes para as famílias dessa região, como cuidados com o mosquito da dengue, sobre o uso de álcool e drogas e outras conscientizações. Queremos trabalhar pela comunidade, prestar este serviço para a cidade. Mas o apoio da Prefeitura é fundamental para garantirmos segurança neste trajeto dos nossos Desbravadores”, comentou o Pastor Fabiano Roberto de Souza, representante do grupo de escoteiros.

 

Além desta mobilização, também haverá uma grande atividade pública no Parque Ambiental, com uma feira de saúde, promovida pelo Clube Desbravadores, e uma festa para o Dia das Crianças, organizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, com o apoio de diversos outros órgãos e departamentos do Governo. No Parque Ambiental serão montados estandes para aferição de pressão, orientações sobre uso consciente de água, alimentação saudável e muito mais. Haverá ainda apresentações culturais, brinquedos infláveis, sorteio de brindes e diversas outras atividades gratuitas para as crianças e as famílias de Ponta Grossa.

 

“Queremos fazer uma grande festa no Parque Ambiental, para receber as crianças e famílias de Ponta Grossa. Estamos mobilizados e trabalhando juntos para que nossas crianças comemorem esta data da melhor maneira possível, buscando parceiros na distribuição de doces, sorteio de brindes e atrações culturais que irão alegrar este dia. Será uma festa para a família ponta-grossense”, destacou a secretária municipal de Assistência Social, Simone Kaminski.

 

A atividade do Dia das Crianças acontecerá no dia 14 de outubro, das 10h às 17 horas, com uma ação nos entornos do Centro de Eventos e outra atividade no Parque Ambiental. Estão mobilizados para esta atividades a Prefeitura Municipal, através da Fumtur, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde, Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), Departamento de Assuntos Comunitários (DAC), Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública, Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte, Fundação Municipal de Esportes, Fundação Municipal de Cultura, Conselhos Tutelares, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas (COMAD), em parceria com a Igreja Adventista e o 3º Regimento de Carros de Combate, do Exército Brasileiro.

 

Por Mariana Galvão Noronha

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36176

Prefeito sanciona Plano de Carreira para servidores da Prolar

Lei sancionada institui o Plano de carreira de Engenheiro Civil e Arquiteto da Companhia de Habitação, uma antiga reivindicação das categorias

 

O Prefeito Marcelo Rangel realizou hoje (2) a sanção da Lei 12.852/2017, que institui o Plano de Carreira de Engenheiro Civil e Arquiteto da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), uma antiga reivindicação dos profissionais da categoria. Atualmente, a Prolar conta com dois profissionais engenheiros, que acompanharam os mais de 23 mil atendimentos realizados pela Companhia desde o início de sua atuação em Ponta Grossa. Os engenheiros admitidos na administração direta da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa já haviam sido contemplados com Plano de Cargos e Carreira em 2016.

 

“É uma grande satisfação assinar a lei que estabelece esse plano, especialmente pelo tempo de serviço desses profissionais, que acompanharam o atendimento a mais de 23 mil famílias, em empreendimentos da Prolar e do Governo Federal, participando de todas as etapas dos empreendimentos. São profissionais com dedicação e comprometimento acima da média, que merecem o reconhecimento com este Plano de Carreira”, avaliou o presidente da Prolar, Dino Schrutt.

 

O Plano de Carreira, que entrará em vigor a partir da data de sua publicação em Diário Oficial, estabelece para os profissionais critérios para progressão vertical, com a passagem para nível superior, e também a progressão horizontal, através do aperfeiçoamento profissional. “Com esta lei em vigor, os profissionais são estimulados a buscar por mais qualificação, nos tornando capazes de resolver mais situações, propor alternativas para o desenvolvimento da área da habitação em Ponta Grossa”, avaliou o engenheiro João Luiz Schirlo. “Nós ficamos muito satisfeitos com esse reconhecimento, de ver que a gestão está atendendo nossas solicitações. Com isso, garantimos mais valorização aos futuros profissionais das áreas de engenharia civil e arquitetura que irão atuar na Prolar”, comentou o engenheiro João Carlos Mugnaine.

 

O prefeito Marcelo Rangel reconheceu a importância do trabalho desenvolvido pelos profissionais, lembrando que os engenheiros civis contratados via administração direta já haviam sido contemplados com Plano de Carreira em 2016, juntamente com outras categorias. “É um reconhecimento merecido e estamos sempre buscando valorizar nossos profissionais. Trata-se de um reconhecimento não só administrativo, mas também da própria população. Este plano resultará em benefícios diretos para nossa cidade, porque os profissionais irão buscar por mais qualificação e trabalhar por Ponta Grossa”, destacou ele.

 

A lei ainda estabelece que o emprego público de Engenheiro Civil e Arquiteto é voltado a profissionais com formação em Engenharia e Arquitetura, inscritos regularmente nos respectivos Conselhos da Categoria, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU).

 

Também estiveram presentes na reunião o diretor financeiro da Prolar, Deloir José Scremin Junior; o diretor técnico da Prolar, Ivan Aluizio Loureiro; o Secretário Municipal de Governo, Maurício Silva; o Procurador Geral do Município, Marcus Freitas; e o presidente do Iplan, Ciro Ribas.

 

Por Mariana Galvão Noronha

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36046

Saiba mais sobre o programa Cartão Reforma

 O que é?

 

 

 

O Programa Cartão Reforma, de iniciativa do Governo Federal, busca melhorar as condições de moradias das famílias de baixa renda por meio da concessão de subsídio para compra de materiais de construção e assistência técnica de profissionais da área de construção civil.

Nesse sentido, o Programa vai possibilitar a reforma, ampliação ou conclusão das unidades habitacionais. O benefício é totalmente subsidiado, ou seja, não configura financiamento e nem prestação. Cabe ao beneficiário custear apenas a mão de obra, equipamentos e ferramentas necessários para a execução do serviço.

 

 

Objetivos

  

 

 

Reduzir o déficit habitacional qualitativo que atinge pelo menos 8 milhões de domicílios brasileiros em condições inadequadas (Censo 2010). O Programa visa reduzir a carência de esgotamento sanitário, ausência de banheiro exclusivo, cobertura inadequada e adensamento excessivo. 

O Cartão Reforma pretende elevar a qualidade de vida por meio da qualificação de moradias, proporcionando condições desejáveis de habitação às famílias de baixa renda sem a necessidade de construção de novas unidades habitacionais.

 

 

Maiores informações: http://www.cartaoreforma.cidades.gov.br/o-programa/

PROLAR realiza Festa Julina no Conjunto Habitacional Buenos Ayres

No último sábado (22), a PROLAR realizou uma Festa Julina no Conjunto Habitacional Buenos Ayres, localizado na região da Ronda.

 

Tivemos nesse evento a decoração com o tema julino, muita alegria, barracas de comidas típicas (refrigerante, quentão, pastel, cachorro quente e doces) e brincadeiras em um clima familiar.

Para realização do evento contamos com o apoio da equipe Prolar em parceria com a empresa Instituto Consciência.

 

 

 

 

 

 

 

DSC_7551