PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Acesso Restrito

Novidades

Prolar realiza tarde para mulheres no Esplendore

Prolar realiza tarde para mulheres no Esplendore

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), realizou, ontem (16), mais uma edição da ‘Tarde Para Mulheres’. A ação tem como intuito elevar a auto-estima e promover a integração das mutuárias de empreendimentos assistidos pela Prolar no município.  Durante toda a tarde,  cerca de 50 mulheres do residencial Esplendore, em Uvaranas, puderam usufruir de serviços como manicure, pedicure, corte de cabelos e maquiagem, além de participar do sorteio de brindes realizados pela Prolar. “A iniciativa do Tarde Para Mulheres faz parte do eixo de organização e mobilização comunitária promovido pela Prolar em todos os empreendimentos viabilizados pelo  Minha Casa, Minha Vida, em Ponta Grossa, através de recursos do Governo Federal e da Caixa”, explica a assistente social Marinês Viezzer.  “Esse ano já realizamos essa ação nos conjuntos Buenos Ayres, Califórnia e Costa Rica. É um momento muito importante, pois além do embelezamento dessas mulheres, também ajuda a criar e fortalecer laços dentro da comunidade”, completa.

 

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/37507

Prolar disponibiliza terrenos para venda

Mais de 40 áreas destinadas à construção de imóveis comerciais e/ou residenciais podem ser adquiridas diretamente na Prolar. Terrenos variam entre, aproximadamente, 300 e 2500  metros quadrados.
 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (PROLAR) disponibiliza mais de 40 áreas destinadas à construção de imóveis comerciais e/ou residenciais para a compra no município. Os terrenos já contam com toda a estrutura, fazem parte dos Conjuntos Habitacionais Amália II, Parque dos Sabiás, Jardim Boreal e Porto Seguro e possuem áreas que variam de cerca de 300 até 2500 metros quadrados.
“Essas são áreas que já passaram pelas etapas legalmente exigidas de entrega de ofertas de compra. Como nem todos os terrenos foram vendidos nessas ações, há agora a possibilidade de que sejam adquiridos através de oferta simples, por ordem de chegada dos compradores”, explica o diretor Presidente da Prolar, Dino Schrutt. De acordo com Schrutt, para essas áreas, basta que interessado esteja com a documentação requerida em dia e que seja efetivada a oferta pelo comprador dentro dos valores previamente divulgados no site da Companhia. “O processo de aquisição é bastante simples e ágil. A lista completa de documentos, assim como as plantas, fotos e demais informações dos terrenos, podem ser acessados através do site da Prolar”, completa.
Segundo a Prolar, ao todo, 47 lotes podem ser adquiridos por meio do processo simplificado. O maior número de áreas disponíveis se encontra no Parque dos Sábias, com 31 terrenos. Já o os conjuntos habitacionais Porto Seguro e Boreal contam com seis cada, enquanto o Jardim Amália II possui 4 locais aptos para compra. Os valores variam de, aproximadamente, 50 mil até cerca de 330 mil reais. Os valores adquiridos são revertidos para a aquisição de novos terrenos destinados à ampliação de moradias populares em Ponta Grossa.
Os interessados devem procurar a sede da Prolar, na rua Balduíno Taques, 445.

 

 Maiores informações: 

http://prolarpmpg.com.br/arquivos/lotecomercial/oferta_publica_2017.html

  

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/37330

Prolar realiza entrega de materiais para clubes de mães

Prolar realiza entrega de materiais para clubes de mães

Clubes de mães dos conjuntos habitacionais receberam materiais para a confecção de artesanato.

 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) realizou a entrega de materiais para a confecção de artesanato aos clubes de mães dos conjuntos habitacionais Costa Rica, Andorinhas Califórnia e Buenos Ayres. A ação faz parte das políticas de incentivo e geração de renda promovidas pela Companhia e deve beneficiar cerca de 120 mutuários do município.
De acordo com a assistente social da Prolar, Marinês Viezzer, os kits distribuídos incluem tesouras, tinta, fios de lâ, etc, e são direcionados aos conjuntos mais recentes, devido ao fato de ainda possuírem recursos disponibilizados pelo Governo Federal para a execução de projetos sociais.  “Os empreendimentos do ‘Programa Minha Casa Minha Vida’ destinados à promoção de oportunidades de moradias sociais tem inclusos em seu orçamento, recursos para o desenvolvimento de projetos sociais. É através desses valores que a Prolar viabiliza projetos de incentivo à criação de rendas alternativas e qualificação dos mutuários, o que é muito importante, pois oferece suporte para que as famílias tenham condições de realizar o sonho da casa própria, além de fortalecer suas estruturas  social e financeira”, completa.

 

Fonte:  http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/37332

Prolar articula parceria técnica em São Paulo

Presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa, Dino Schrutt, esteve na Secretaria de Estado de Habitação do Estado São Paulo para firmar parceria técnica voltada à implementação de projetos alternativos para o município

 

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) têm buscado ampliar as possibilidades oferecidas ás famílias para a concretização do sonho da casa própria. Para isso, a Companhia empreende ações voltadas à troca de experiências e a consolidação de parcerias técnicas junto a outras instituições, entre elas a na Secretaria de Estado de Habitação de São Paulo, onde estiveram, nesta terça-feira (07), o Diretor Presidente da Prolar, Dino Schrutt, e o Diretor Jurídico Financeiro, Deloir Jr. Na oportunidade, os diretores se reuniram com o Secretário de Habitação,  Rodrigo Garcia, e a equipe da Companhia Paulista de Desenvolvimento Habitacional (CDHU/SP) para discutir sobre o impacto da implementação de Parcerias Públicas-Privadas (PPP) na criação de moradias de interesse social.

“Essa reunião é o início de uma parceria de cooperação técnica em busca de projetos alternativos para a cidade de Ponta Grossa. Nosso intuito é tomar conhecimento de medidas voltadas para a geração de novas oportunidades de produção de moradias de interesse social, atreladas à geração de renda para a iniciativa privada que deem resultado e contribuam para a  eficiência da gestão pública, como o que temos visto aqui no estado de São Paulo”, declara Schrutt. “Guardadas as devidas proporções, utilizar um modelo de negócio como o de São Paulo, que atenderá, nos próximos 15 meses, mais de 4.000 famílias, é uma forma de a cidade de Ponta Grossa gerar novas oportunidades de moradia para a população com renda entre 1 e 10 salários mínimos.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/37289

Prolar está na 10ª Revista Brasileira da Habitação

 

A Revista Brasileira da Habitação é uma publicação da Associação Brasileira de COHAB’s e Agentes Públicos de Habitação e do Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano. Esta edição aborda a primeira Parceria Público-Privada na construção de habitações de interesse social no país que foi idealizada pela Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo. Além disso, disserta à respeito da escassez de recursos para o programa Minha Casa, Minha Vida e a importância para o crescimento econômico, que mostra o panorama do setor e as expectativas para o próximo ano. 

E por fim, a PROLAR colaborou com o artigo “Habitação e Tecnologia: a experiência de Ponta Grossa, no Paraná”, apresentando as tecnologias implantadas na companhia nos últimos anos e os impactos causados.

 

Link para acesso a revista digital: http://bit.ly/RevistaHabitação