PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Acesso Restrito

Novidades

Prolar defende retomada de Programas Habitacionais

WhatsApp Image 2019-01-18 at 13.10.08

Em audiência com o ministro do Desenvolvimento Social, presidente da Prolar, Dino Schrutt, ressalta necessidade de novos empreendimentos
 
A Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e o Fórum Nacional de Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU) cumpriu agenda em Brasília esta semana junto ao Ministério do Desenvolvimento Social. A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) esteve presente representada pelo presidente da Prolar e vice presidente da ABC, Dino Schrutt, e o diretor financeiro, Deloir Junior. A diretoria da ABC participou de audiência com o ministro do Desenvolvimento Social, Gustavo Canuto, e toda a equipe da Secretaria Nacional de Habitação para tratar das novas diretrizes dos programas habitacionais.
 
Entre os assuntos na pauta da audiência estava a retomada de obras paralisadas do Programa Minha Casa Minha Vida em todo o país e do fluxo de investimento para atender a população com renda mensal de até R$ 1.800, entre outros. “Além da audiência, realizamos também a primeira reunião do ano da diretoria da ABC, com uma pauta extensa de trabalho, onde tratamos das novas diretrizes para a habitação de interesse social em 2019 e um balanço sobre a transição de um novo governo federal com uma nova política habitacional”, destacou Schrutt.

 

O presidente da Prolar também ressaltou a necessidade de retomada dos programas habitacionais em âmbito nacional. “Desde o início de novembro de 2018 o Governo Federal suspendeu todas as contrações de novos empreendimentos em nosso país, mas existe uma grande demanda em diversos municípios nesse sentido que precisamos encontrar formas de atender”, frisou Schrutt.

 

Também estiverem presentes na audiência o secretário nacional de Habitação, Celso Matsuda; a secretária de Habitação do Mato Grosso do Sul e Presidente da ABC, Maria do Carmo Avesani; o presidente da Cohab Santos; secretária de Habitação do Amazonas; presidente da Agência Estadual de Habitação de Goiás; presidente da Cohab São Paulo; secretário executivo da ABC; secretário estadual de Habitação do Maranhão; e outras autoridades.

 

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/42373

Prolar realiza encontro de famílias da Horta Comunitária

horta_prolar_2

O evento teve como objetivo celebrar o trabalho realizado durante todo o ano  e que tem repercutido de forma muito positiva na comunidade, formando laços e integrando as famílias
 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) promoveu, na tarde de ontem (12), um encontro entre as famílias integrantes do projeto de hortas comunitárias ‘Cultivar Energia’ no Costa Rica. A reunião marcou o fim de ano do projeto, que viabiliza a produção de alimentos orgânicos sob áreas utilizadas para a transmissão de energia elétrica de alta-tensão.
De acordo com a assistente social do Prolar e uma das coordenadoras do projeto, Marinês Viezzer, o evento tem como objetivo celebrar o trabalho realizado durante todo o ano  e que tem repercutido de forma muito positiva na comunidade, formando laços e integrando as famílias. “O projeto teve início no ano passado e esse ano colocamos em prática, trabalhando um grupo que administrou os canteiros viabilizados através da parceria com a Prefeitura. É um grupo bem coeso, que foi muito além do processo de plantio. Hoje as integrantes do projeto são amigas, que dividem não só o trabalho da horta, mas a vida”, declara.
Moradora do Costa Rica há três anos, Elisabete Bello destaca o aprendizado adquirido com as oficinas ao longo deste ano. “Tem sido muito bom. Estou envolvida desde o início e foi muito bom participar das oficinas, aprender sobre os cuidados necessários embaixo das torres de alta- tensão”, diz.
Segundo Tereza Santos da Silva, umas das  integrantes do projeto, uma das principais conquistas da iniciativa, além da promoção de uma alimentação mais saudável, é a união da comunidade. “Participo desde o início e o projeto é uma maravilha não é só pra mim, mas para a comunidade, que se uniu. Em matéria da horta, das verduras, o projeto traz pra nós saúde. Você come tudo saudável, tudo natural. Tem ânimo pra trabalhar, pra plantar, pra colher. É uma benfeitoria maravilhosa que a Prolar deu para gente. Temos muito para agradecer à  Prolar e a todo o  grupo que participa.
Durante o encontro, a presidente da Associação de Moradores do Costa Rica, Valéria Francine Pereira, ressaltou a contribuição da iniciativa para a comunidade. “As mulheres são guerreiras, estão trabalhando e o desenvolvimento tem sido muito bom e é um exemplo pra outros lugares também.  As pessoas estão trabalhando em conjunto, se ajudam para o bem-estar da horta e da comunidade. Só temos a agradecer a todos que desenvolveram esse projeto maravilhoso”, finaliza Valéria.
 
O projeto
O Projeto Horta Comunitária – Cultivar Energia – é uma parceria entre a Prefeitura de Ponta Grossa, através da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), e a Copel, que disponibiliza áreas sob a rede de transmissão de alta-tensão para o cultivo de alimentos orgânicos pelas famílias do conjunto habitacional Costa Rica. Os participantes recebem todo apoio técnico sobre como trabalhar sob as áreas de alta-tensão, além de mudas e orientações para o plantio.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/42131

Cartão Reforma – Comunicado

Capturar

O Ministério das Cidades comunica o sobrestamento do Programa Cartão Reforma em decorrência dos custos operacionais obtidos no processo de sua reformulação, iniciado a partir da edição da Portaria n° 308, de 8 de maio de 2018, e informa:

  • Os Termos de Compromisso e os Acordos de Cooperação Técnica referentes ao Edital 001/2017 e Edital 002/2017 não terão sua vigência renovada.
  • O Edital 002/2017 e o Edital 001/2018 terão seus procedimentos de seleção revogados.

Esclarecimentos adicionais podem ser realizados por meio do contato snh-dmh@cidades.gov.br.

 

Fonte: http://www.cartaoreforma.cidades.gov.br/comunicado/

 

Minha Casa Legal: Prolar inicia processos para a regularização 6 mil famílias em Ponta Grossa

057a5744

Em ação no Jardim Esplanada, 120 famílias realizaram a entrega de documentos para a abertura do processo de regularização fundiária junto ao município.  Expectativa é de que cerca de 6 mil famílias sejam atendidas pelo ‘Programa Minha Casa Legal’ até 2020.

 

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) iniciou o processo de recebimento da documentação das famílias assistidas pelo  “Programa Minha Casa Legal” no município, iniciativa que deve beneficiar cerca de 6 mil famílias até 2020. A primeira ação, promovida sábado (29), no Jardim Esplanada, teve como objetivo agilizar o processo de regularização fundiária e esclarecer dúvidas das mais de 120 famílias residentes no bairro que podem ter seus terrenos e imóveis legalizados nos próximos meses.
Presente durante o evento, o Prefeito licenciado Marcelo Rangel destacou a importância do Programa para Ponta Grossa. “Esse é um dos programas mais importantes de toda a nossa gestão. Estou muito grato à Prefeitura, à Prolar e às nossas equipes, pois nós lutamos muito para podermos chegar nesse momento, onde podemos trazer segurança para essas famílias que não tem nenhum tipo de documento das suas residências, dos seus lotes. Nós precisávamos romper isso, quebrar paradigmas, e a Prolar fez esse trabalho”, aponta Rangel.
De acordo com o presidente da Prolar, Dino Schrutt, o programa Minha Casa Legal traz um avanço sem precedentes para a área de habitação em Ponta Grossa. “O que o município está proporcionando a essas famílias é a possibilidade de receberem uma documentação definitiva do imóvel de forma célere, utilizando uma legislação nova, na qual o município se enquadrou criando um novo plano de regularização fundiária para a cidade Tudo isso é fruto de um trabalho intenso da Prolar e, é importante ressaltar, que seguirá sendo desenvolvido pelos próximos anos. Nossa expectativa é de que 6 mil famílias sejam beneficiadas em diversos bairros da cidade até 2020, transformando o Minha Casa Legal na maior iniciativa de regularização fundiária da história de Ponta Grossa”, afirma Schrutt.”
Entre os cidadãos que participaram da reunião, Antônio Santos, morador da região há 10 anos, foi o primeiro a realizar a entrega da documentação para o início do requerimento junto a Prolar. Segundo ele, a regularização do terreno em que vive é, também, uma ação de cidadania. “A gente já esperava há muito tempo por essa organização e encaminhamento da documentação para legitimar a propriedade e, como cidadão, ter todos os documentos legalizados. Estou muito feliz porque, anteriormente, nós tínhamos bastante dificuldade para encaminhar a documentação e hoje se abriram essas portas para que possamos dar o primeiro passo”, conclui.

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/41220

Prolar inicia seleção de famílias para o Boreal II

BorealII

Empreendimento viabilizado através de parceria entre a Prolar, Caixa e Construtora Ethos deve atender cerca de 260 famílias da faixa 1,5 do Programa Minha Casa, Minha Vida
 
 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), iniciou, nesta semana, a seleção de famílias aptas a integrarem o Jardim Boreal II no município. O empreendimento, localizado na região do Periquitos, foi viabilizado através de parceria entre a Prolar, Caixa, Cohapar e Ethos Engenharia e deve atender cerca de 260 famílias da faixa 1,5 do Programa Minha Casa, Minha Vida, com investimento total de mais de 26 milhões de reais.
De acordo com o diretor-presidente da Prolar, Dino Schrutt, o foco desse empreendimento são famílias com renda mensal de até dois mil e seiscentos reais. Os imóveis, que contarão com terrenos individuais de cerca de 50 metros quadrados,  serão construídos com material tecnológico, diminuindo o tempo de obras e, consequentemente, acelerando o processo de entrega às famílias. “São casas com ótima estrutura e acabamento em terrenos de mais de 250 metros quadrados, ou seja, que ainda permitem a ampliação por parte das famílias que venham a se instalar no Boreal II. Esse é um aspecto muito relevante, pois permite com que essas famílias cresçam, criem raízes e adaptem seu espaço às suas necessidades. Outro ponto  importante é a possibilidade de que as de utilizar FGTS no processo de aquisição do imóvel, além do subsídio oferecido pela Caixa que pode chegar a até 36 mil reais, com parcelas a partir de 350 reais”, destaca.
Segundo a assistente social da Prolar, Marinês Viezzer,  além da seleção das famílias aptas a participar do empreendimento Boreal II, a Prolar também iniciou, nesta semana, a busca ativa de interessados entre os servidores da Prefeitura, assim como a abertura de uma lista de espera de interessados na instituição. “Estamos entrando em contato com alguns servidores da Prefeitura que se encaixam nos critérios de renda previstos na faixa 1,5 e também decidimos abrir a possibilidade para que os cidadãos que tenham interesse venham até nós e realizem um cadastro para o Boreal II.  A partir dessas ações, prosseguiremos com a seleção até atingirmos o limite previsto para esse residencial, que é de 260 famílias. No entanto, é importante frisar que as pessoas que realizarem esse cadastro e não forem chamadas neste momento, podem ser contatadas assim que haja novos empreendimentos”, explica.
 
Serviço

Os interessados podem se dirigir até a Prolar e realizar o cadastro para seleção do Jardim Boreal II, de segunda a sexta-feira, das 13 às 18 horas. O agendamento pode ser feito pela internet no www.prolarpmpg.com.br. Mais informações através do 3222-1257.

 

Fonte: https://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/41048