PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa


Fone (42) 3220-1048

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Novidades

Prolar e TJPR articulam ações para a regularização fundiária de de 5,7 mil famílias

Matéria

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), iniciou, nos últimos dias, um trabalho conjunto com o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) para a regularização fundiária de aproximadamente 5700 famílias em Ponta Grossa.
As ações serão desenvolvidas por meio do Programa Moradia Legal, promovido pelo TJPR, e que tem como objetivo fornecer meios para que famílias do Município possam conquistar o título de propriedade de terrenos urbanos já consolidados nos quais tenham fixado residência, porém ainda estejam com a documentação dos imóveis pendentes.

 

“Promover ações que contribuam para o crescimento da cidade e a dignidade das famílias é um dos nossos grandes objetivos e acredito que a parceria com o TJPR irá contribuir para isso. O título de propriedade não é só mais um documento, é um legado que dá às famílias segurança para que possam crescer e ampliar seus sonhos, suas raízes, o que repercute diretamente na criação de uma cidade cada vez maior e mais humana”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt.

 

De acordo com a diretora-presidente da Prolar, Marinês Viezzer, a expectativa é de que a adesão ao Programa possa contribuir para agilizar ainda mais os processos de regularização urbana em Ponta Grossa. “A Prolar vem investindo em diversas ações para avançar na regularização fundiária urbana da cidade. Atualmente já contamos com iniciativas municipais como o Papel Legal e o Minha Casa Legal, e agora firmamos a parceria com o TJPR, o que irá contribuir para avançarmos ainda mais”, declara.

 

https://pontagrossa.pr.gov.br/node/48339

Procedimento Licitatório nº 30/2021

Edital 30-2021 Boreal 2

Constitui objeto do presente Procedimento Licitatório, a alienação de uma área contendo 270 (duzentos e setenta) lotes com matrículas individualizadas, com área total de 61.337,58 (sessenta e um mil, trezentos e trinta e sete vírgula cinquenta e oito metros quadrados), destinada à implementação de loteamento, localizados na área denominada Jardim Boreal 2, sito ao final da Rua Adélia dos Santos Scudlarek s/nº, bairro Piriquitos, CEP: 84.064-184, Ponta Grossa – PR, localização: GPS: Datum SIRGAS 2000 – Lat.: 25°2’38.76″ S – Long.: 50°13’22.42”,objeto da matrícula geral nº. 8.084, registrada perante o 3º Registro de Imóveis de Ponta Grossa – PR.

 

Mais informações em   http://prolarpmpg.com.br/licitacoes/

Marinês Viezzer discute ações com o deputado Aliel Machado

prolar_visita

A diretora-presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) esteve reunida, na tarde desta sexta-feira (14), com o deputado federal Aliel Machado, que realizou uma visita à Prolar.

Durante o encontro, foram apresentadas as demandas habitacionais do Município, assim como os novos projetos que estão sendo desenvolvidos pela Companhia. Entre os assuntos tratados estão a construção de novas moradias e a destinação de recursos para infraestrutura em áreas a serem regularizadas.

Durante o encontro, a diretora-presidente Marinês Viezzer destacou a importância  da parceria entre o governo municipal e federal na busca de recursos e iniciativas para o atendimento das necessidades das famílias mais carentes e o fortalecimento das políticas públicas de habitação.

 

Fonte: https://pontagrossa.pr.gov.br/node/47961

Prolar inicia levantamento sobre famílias em faixas de domínio

foto5

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Prolar (Companhia de Habitação de Ponta Grossa), iniciou, nesta semana, um levantamento sobre a ocupação irregular de faixas de domínio em linhas férreas no Município. O objetivo da iniciativa é identificar famílias em situação de risco e promover a coleta de dados que servirão de subsídio para a definição de ações e de políticas públicas na esfera municipal e federal.

 

Segundo a diretora-presidente da Prolar, Marinês Viezzer, os trabalhos contam com equipes da Companhia e da Prefeitura e atendem a uma solicitação da Justiça Federal  que envolve diversas instituições como a Advocacia Geral da União, o Município de Ponta Grossa, o Estado do Paraná, a Concessionária Rumo, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

 

“Nós iniciamos os trabalhos após diversas tratativas com a Justiça Federal, que nos solicitou apoio para a realização de um levantamento para a análise de ações judiciais em curso relacionadas às áreas de domínio. A primeira região a passar pelo processo é a do bairro Boa Vista, nas proximidades das ruas Jataizinho e Minas Gerais,  onde iremos promover visitas para identificar as famílias que vivem nas faixas de domínio e qual a situação de cada uma delas, promovendo também o cadastramento delas junto à Prolar”, explica. “Em um segundo momento, esses dados servirão de base para a Justiça Federal julgar as ações em curso e definir quais medidas devem ser tomadas. Caso existam medidas em que a Prolar possa auxiliar no decorrer e após esse processo, iremos atuar de forma a contribuir da melhor maneira possível no auxílio tanto da justiça quanto das famílias”, completa Marinês.

 

Fonte: https://pontagrossa.pr.gov.br/node/47949