PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Acesso Restrito

Novidades

Prolar completa 28 anos de história!

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa – Prolar, há 28 anos tem a missão de equacionar o déficit habitacional, trazendo consigo a responsabilidade pela execução da política habitacional do Município de Ponta Grossa, a Princesa dos Campos Gerais.

 

Nos últimos 5 anos, Ponta Grossa conquistou o maior índice de investimento do interior do Estado, bem como, ampliou todos os seus números na esfera social, tal fato foi consolidado com a liderança que a Prolar exerce regionalmente, ao trazer Ponta Grossa para o seleto grupo das cinco cidades com maior redução de déficit habitacional do nosso país.

 

O Governo Municipal através da atual gestão, imprimiu um novo ritmo de trabalho, atendendo também uma demanda crescente de famílias que passam por uma patente evolução financeira mantendo como grande sonho a casa própria.

 

Por outro lado, não é só o desenvolvimento da Companhia que garante o crescimento habitacional de forma planejada e efetiva para que atenda aos anseios de todos, para isso, a Prolar conta com uma sinergia muito boa junto às demais secretarias e órgãos do município, equacionando questões básicas como a extinção de mais de 60% dos pontos de favelização e a expansão na qualificação profissional das famílias atendidas pela Companhia, para que assim, o município de Ponta Grossa aumente o ritmo do seu crescimento sem que isso torne-se um problema para sua população.

 

Nesse sentido, a Companhia de Habitação não se furta à responsabilidade de capitanear a viabilização de projetos e recursos junto aos demais entes federados e setores produtivos até a elaboração de mecanismos que desenvolvam políticas públicas que proporcionem de modo eficiente a universalização do acesso a moradia.

 

Com toda essa história, e uma bagagem de mais de 20 mil famílias atendidas, a Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) orgulha-se, hoje, de manter em seu quadro uma equipe comprometida, a qual não mede esforços na missão de suprir o déficit habitacional do Município, sedimentando a sua posição de celeiro de investimentos, seja da gestão pública ou na iniciativa privada, sem esquecer-se de valores como responsabilidade social, profissionalismo, respeito, espírito de equipe e credibilidade.

Prolar promove encontro sobre novas faixas do Minha Casa Minha Vida

Famílias assistidas pela Prolar puderam conhecer empreendimentos em andamento na cidade.  Durante a ação, a Companhia também lançou o projeto Prolar Móvel

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) promoveu, neste sábado (02), um  encontro para orientar as famílias assistidas pela instituição sobre as possibilidades e processos do Programa Minha Casa Minha Vida – faixas 1,5 e 2 – viabilizado com recursos do FGTS. O evento foi realizado no Centro de Cultura e contou com a presença de representantes dos empreendimentos, que apresentaram residenciais em três bairros distintos do município – Uvaranas, Nova Rússia e Ronda –, além do Prefeito Marcelo Rangel, do Presidente da Prolar, Dino Schrutt, do Deputado Federal Sandro Alex e do Secretário de Governo Maurício Silva.

De acordo com Schrutt, os empreendimentos nestas faixas podem atender até 3700 famílias do município que têm uma renda mensal entre 1200 e 4 mil reais e que constam no cadastro da Prolar. “Não há nada melhor do que a oportunidade de conseguir a casa própria, de pagar por algo que é nosso e que vamos deixar para a nossa família. Temos mais de três mil famílias com condições de usufruírem dessa oportunidade. Além disso, as empresas que estão aqui para apresentar seus empreendimentos, cada um em um bairro diferente, já tem garantidas a contratação e entrega pela Caixa” declara. O Presidente da Prolar ressalta a busca em oferecer às famílias opções com qualidade, assim como condições de pagamento mais acessíveis. “Com a contenção de investimentos realizada pelo Governo Federal a partir de 2015, tivemos de buscar alternativas para que continuássemos a entregar casas a quem precisa. Nesse sentido, cabe enaltecer o trabalho desempenhado pelo nosso Prefeito Marcelo Rangel e do Deputado Sandro Alex  e, principalmente, pela Caixa, que tem sido nossa maior parceira, hoje nós temos projetos alternativos e a Prolar, continua oferecendo meios para que nossas famílias se tornem donas de seus próprios imóveis. É nisso que estamos focando agora: uma casa melhor, com uma parcela melhor e que possa atender ao público da Prolar”, completa.

Durante sua participação, o Prefeito Marcelo Rangel enfatizou as ações desempenhadas pela Prolar nos últimos anos na busca por alternativas que mantivessem Ponta Grossa crescendo na área de habitação. “Nos preocupamos muito com a Prolar e o Dino têm feito um grande trabalho. Nesses últimos 4 anos, entregamos mais de 7000 oportunidades de moradia no município. Proporcionalmente, Ponta Grossa está na lista das 5 cidades com maiores investimentos em habitação feitos em parceria com o Governo Federal”. “Nós conseguimos achar uma saída para a crise e buscamos alternativas porque têm muita gente aqui que precisa sair do aluguel e conquistar sua casa própria. E continuaremos esse trabalho para que, cada vez mais, as pessoas possam transformar esse sonho em realidade”, conclui.
 

Prolar Móvel
 

Durante o evento, o presidente da Prolar, Dino Schrutt, realizou o lançamento do projeto ‘Prolar Móvel’. A iniciativa prevê a aquisição de um veículo que percorra a cidade atendendo famílias em situações de risco, além de servir como plataforma para viabilizar atendimentos de outras secretarias do município. “A intenção é de que, com esse projeto, a Prolar fique mais próxima dos bairros”, afirma Schrutt. “A principal ideia do Prolar Móvel é que possamos atender famílias em áreas de risco e em situações de precariedade que  não conseguem ir até a Prolar.  Além disso, queremos integrar junto a essa ação, o atendimento de todas as secretarias da nossa prefeitura. Dessa forma, o Prolar Móvel será um mecanismo com o qual a Prefeitura possa chegar a todos os bairros da nossa cidade de forma ágil e eficiente”, finaliza.

 

por Josué Teixeira

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36478

Prolar lança concurso Rendendo Frutos

Iniciativa faz parte do “Projeto Frutas para todos” e premiará as famílias que cultivarem as árvores mais bonitas no Residencial Buenos Ayres

 

 A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (PROLAR) lançou neste fim de semana, o concurso “Rendendo Frutos”. A iniciativa, realizada em parceria com o Rotary Club Alagados, contou com o plantio de 400 árvores e premiará as dez mais bonitas no conjunto habitacional Buenos Ayres. O presidente da Prolar, Dino Schrutt e a vice-prefeita Elizabeth Schmidt participaram da ação, que será dividida em duas partes: a primeira acontece seis meses após o plantio, com a  escolha e premiação das dez mais bonitas. A segunda acontece um ano depois, onde todas serão avaliadas novamente e as 10 árvores que estiverem mais bem cuidadas também serão premiadas.

 

por Josué Teixeira

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36408

Prolar apresenta bairro sustentável em Fórum Nacional de Habitação

Presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa, Dino Schrutt, apresentou o modelo sustentável do Conjunto Parque das Andorinhas

 
A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) está participando da 64ª edição do Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, em São Paulo, apresentando a experiência do município com requisitos para um bairro sustentável, relatando o exemplo do projeto piloto aplicado no Conjunto Habitacional Parque das Andorinhas. A Prolar foi reconhecia com o prêmio Selo de Mérito pelas alternativas sustentáveis implantadas no Parque das Andorinhas.

Na tarde de hoje (23), o presidente da Prolar, Dino Schrutt, realizou a apresentação do projeto desenvolvido no Parque das Andorinhas, onde estão sendo implementadas alternativas de sustentabilidade, com a redução de vazios urbanos, a implantação de sistema de captação de água e a utilização de insumos renováveis. A iniciativa piloto foi premiada com o Selo de Mérito, que reconhece experiências bem sucedidas desenvolvidas pelos órgãos públicos estaduais e municipais no âmbito da habitação de interesse social e desenvolvimento urbano.

“Ficamos muito satisfeitos com o reconhecimento do Selo de Mérito, sendo que este formato foi premiado poucas vezes no Paraná. Nossa próxima etapa agora é estender esse trabalho para mais conjuntos da cidade, na região da Nova Rússia, ainda neste semestre”, comenta Schrutt. Conforme explica o presidente da Prolar, já foi realizado levantamento das famílias nessa região, contemplando os loteamentos Estrela do Norte, Manacás, Três Rios e Bela Vista do Paraíso, com o cadastro de 250 famílias.

Além deste projeto piloto no Parque das Andorinhas, outros empreendimentos habitacionais entregues pela Prolar, como o Costa Rica I, II e III, Panamá e Esplendore, por exemplo, contam com medidas de sustentabilidade, como placas para aquecimento solar e soluções alternativas para captação de água da chuva. De dois anos para cá, todos os empreendimentos buscam contemplar soluções de sustentabilidade, além de concentrar as unidades habitacionais numa mesma região, em busca de melhorar a mobilidade urbana.

 

O 64º Fórum foi promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU), com o apoio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), da Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo, do Governo Federal através do Ministério das Cidades e com o patrocínio da Caixa, contando ainda com a presença de instituições públicas e iniciativa privada que atuam no setor de habitação de interesse social.

 

Por Mariana Galvão Noronha

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36355

Novo conjunto habitacional beneficiará 300 famílias em Ponta Grossa

Companhia de Habitação de Ponta Grossa já trabalha na consolidação do conjunto Jardim Boreal II, com previsão de entrega para final de 2018

 

A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) trabalha na consolidação de um novo conjunto habitacional no Município, com a perspectiva de beneficiar aproximadamente 300 famílias. O empreendimento Jardim Boreal II será construído em uma área de 208 lotes, ao lado do Jardim Boreal, na região da Nova Rússia. A previsão é que as obras sejam iniciadas ainda este ano e sejam entregues até o final de 2018.

Em setembro, a Prolar vai realizar a oferta pública da área para instalação do Jardim Boreal II, viabilizado através do programa federal Minha Casa Minha Vida, com foco na faixa 1,5 para famílias com renda bruta mensal de até R$ 2.800. A viabilização do empreendimento contará com um investimento de aproximadamente R$ 25 milhões, para a construção das unidades, estrutura de asfalto, acessos e saneamento.

“Com esse novo conjunto poderemos atender famílias que já estão no nosso cadastro, com foco na faixa 1,5. Nesse empreendimento, atuaremos com foco prioritário em perfil de renda entre R$ 1.500 e R$ 1.600, que não precisarão dar entrada para o financiamento e arcarão com uma parcela bem abaixo do custo de moradia em qualquer outro local”, explica o presidente da Prolar, Dino Schrutt.

A construção do Jardim Boreal II terá 100% do financiamento assegurado pelo Minha Casa Minha Vida, com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), tendo a Caixa Econômica Federal como agente financeiro. Para famílias com renda bruta mensal entre R$ 1.500 e R$ 1.600, garantindo o subsídio de até R$ 35 mil, não será necessário o investimento de valores de entrada, e terá parcelas em torno de R$ 400 e R$ 500, em unidades que custarão entre R$ 95 mil e R$ 100 mil ao total.

De acordo com Schrutt, as unidades habitacionais do Jardim Boreal II devem contar com metragem de 42 a 46 metros quadrados, com dois quartos, banheiro, sala e cozinha, além de terreno nos fundos.  “Se os prazos, a partir do momento da oferta pública da área, desenvolvimento do projeto e implantação, ocorrerem dentro do período habitual, prevemos a entrega dentro de 15 a 18 meses, para o final de 2018”, adianta.

 

Qualificação para a faixa 1,5

Com a retração do orçamento geral da União, que garantia o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) para a construção de unidades habitacionais para a Faixa 1, o Município de Ponta Grossa vem trabalhando com estratégias alternativas para manter as entregas na área da habitação. “Apesar do público baixa renda estar sendo o mais impactado pela retração de recursos do Governo Federal, o Fundo de Garantia não parou. Com a criação da Faixa 1,5 em março, estamos trabalhando a nossa demanda em cima disso, qualificando as famílias que estão no nosso cadastro para se adequarem a esse perfil. Queremos trazer aquelas pessoas com renda de R$ 1.000 a R$ 1.300 que estavam fora do mercado porque não tinham renda para entrar na Faixa 2 e não estão tendo unidades e ofertas dentro da Faixa 1”, detalha o presidente da Prolar.
Dessa forma, a Prolar tem orientado as famílias com a correção de restritivo cadastral e ajuste em comprometimento de renda, por exemplo, para que elas fiquem aptas a contratação. Nessa faixa, o cadastro da Prolar apresenta hoje cerca de três mil famílias. “Nós estamos conveniando empreendimentos que já estão aptos a contratação ou em fase de obra. Dentro da Faixa 1,5, a expectativa é que a gente consiga atender essas três mil famílias até o segundo semestre de 2018”, revela Schrutt. Entre os empreendimentos conveniados estão os residenciais Porto Feliz, Montevideu, Hortênsias.

Para atender o público da Faixa 1, a Prolar prevê trabalhar com loteamentos urbanizados, como o Ouro Verde II e o Parque das Andorinhas. “Enquanto o Governo Federal mantém essa restrição de recursos, estamos trabalhando com programas alternativos. A Prolar está sempre buscando por novos caminhos para manter essa média de 1000 a 1500 unidades por ano, que nos garantiu a marca histórica de mais de 7 mil unidades habitacionais entregues no últimos quatro anos”, pontua Dino Schrutt.

 

Cadastro
O presidente da Prolar reforça a importância de realizar e manter atualizado o cadastro junto à Companhia de Habitação, para que seja possível serem beneficiadas conforme novas oportunidades sejam garantidas para o Município. O cadastro pode ser realizado em qualquer momento do ano e é possível realizar agendamento online através do http://agendamento.habicad.com.br/

 

Por Mariana Galvão Noronha

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/36217