PROLAR - Companhia de Habitação de Ponta Grossa

Fone (42) 3222-1257

Rua Balduíno Taques, 445 - 3º piso

Ponta Grossa - Paraná - 84010-050

Novidades

Apanhado geral da participação da PROLAR no evento Smart City 2017

 

Durante os dias 22, 23 e 24 de maio em Curitiba, sendo convidada pela ABC, a PROLAR – Companhia de Habitação de Ponta Grossa – participou do Smart City Business America Congress & Expo 2017. Evento que foi idealizado pelo Instituto Smart City Business America (ISCBA), uma entidade sem fins lucrativos que promove o avanço das discussões relacionadas às cidades inteligentes no continente latino-americano.  Reuniu gestores públicos, empresários e ONGs em busca de soluções inovadoras.

 

O objetivo principal do evento é promover debates qualificados entre protagonistas dos setores públicos e privados. Sendo assim, o evento busca viabilizar o acesso a sistemas de gestão, tecnologias e serviços que possibilitem uma perspectiva de evolução flexível e organizada das cidades, proporcionando desenvolvimento econômico e melhoria da qualidade de vida para as pessoas.

 

 

 

 

 

Especificamente no dia 22, às 14h no painel Empreendimento habitacional sustentável: características e pré-requisitos, o presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa, Dino Athos Schrutt, apresentou sobre temas referidos a sustentabilidade e mobilidade urbana nos conjuntos habitacionais Londres, Panamá, Costa Rica I, II, e III que fazem parte do Programa Minha Casa Minha Vida. Também relatou experiências com a utilização das placas de aquecimento solar, no conjunto habitacional Esplendore.  

 

“De dois anos para cá, todos os nossos empreendimentos seguem esse formato, com soluções de sustentabilidade. A Prolar também tem a preocupação de concentrar as unidades habitacionais numa mesma região, em busca de melhorar a mobilidade urbana”, explica o Presidente da Prolar.

 

A PROLAR obteve uma grande oportunidade para networking e geração de negócios com tomadores de decisão das esferas público e privada, acompanhando o que vem sendo feito em outras cidades, encontrando soluções na área de habitação, sustentabilidade, mobilidade urbana e tecnologia que certamente podem ser aplicadas no nosso município.

 

 

 

PROLAR participa do SmartCity Business America 2017

            Na tarde de ontem (22/05) a PROLAR – Companhia de Habitação de Ponta Grossa, participou do evento Smart City Business America – 2017, maior evento relacionado ao ecossistema das smart cities na América Latina. Estando presente no painel ‘Empreendimento habitacional sustentável: características e pré-requisitos’ compondo a mesa junto com Associação Brasileira de Cohabs e agentes públicos de habitação, apresentando projetos sustentaveis e inovadores.

 

            Entre os palestrantes: o Diretor Presidente da Prolar Dino Athos Schrutt apresentando projetos de residências com aquecedores solares feitas pela Prolar, presidente da Cehap/PB Emília Correa Lima divulgando o residencial cidade madura que é destinada ao aluguel para pessoas idosas, e o Adriano Krzyuy representante da plataforma Habicad que é voltada para gestão pública de habitação. A mediadora é a superintendente da Cohapar, Joel Loyola. A presidente da ABC e da AGEHAB/MS, Maria do Carmo Avesani Lopez.

 

Avaliação de Atendimento

Avaliação de Atendimento

AVALIE AQUI NOSSO ATENDIMENTO

 

Durante todo o mês de maio a Prolar  disponibilizará um formulário, que tem o intuito de avaliar o desempenho do atendimento para com o público.

 

Link para responder: https://goo.gl/oBJre3

Prolar promove atividades no Conjunto Buenos Ayres

atividade_buenos_ayres_1

 No último final de semana, a Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) realizou uma ação social no Conjunto Habitacional Buenos Ayres, beneficiando cerca de 500 famílias com kits de higiene bucal e atividades de conscientização. A ação faz parte de um projeto social desenvolvido pela Prolar em parceria com a Caixa Econômica Federal, com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida.

“A entrega das unidades habitacionais é apenas a primeira parte do trabalho da Prolar. Nosso objetivo depois é conseguir transformar o conjunto em uma verdadeira comunidade, fortalecendo o novo conjunto e oportunizando a qualidade de vida que a população merece”, destacou o presidente da Prolar, Dino Schrutt. Além dos kits de higiene bucal, também foi realizada um teatro de conscientização, pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, com mais de 300 crianças do conjunto habitacional, orientando de forma lúdica a importância dos cuidados de higiene bucal para uma saúde bucal de qualidade.

Na ocasião, os moradores do Buenos Ayres ainda tiveram a oportunidade de ter acesso à Justiça Restaurativa, através de um convênio entre a Prolar e o Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc), liderado pelas juízas Jurema Carolina Gomes e Larissa Copak Muniz. “Pela primeira vez no Estado, o município de Ponta Grossa e o Tribunal de Justiça do Paraná levaram a Justiça Restaurativa até a porta da casa da população mais carente”, comemorou o presidente da Prolar.

Sob a ação do Cejusc, foram realizados atendimentos em casos de pensão alimentícia, divórcio e guarda; tutela e responsabilidade no caso de idosos; desentendimento entre vizinhos; divisão de terreno e construção de muro entre vizinhos; cobrança de dívidas; e problemas com bancos ou outros prestadores de serviço.

 

Por Mariana Galvão Noronha

 

Fonte: http://www.pontagrossa.pr.gov.br/node/34598

 

atividade_buenos_ayres_4

 

atividade_buenos_ayres

Defensoria Pública e Prolar discutem cobranças de IPTU as famílias de baixa renda

Defensoria discute cobrança de IPTU a famílias de baixa renda

Representantes da Defensoria Pública do Paraná se reuniram no dia 24 de março com integrantes da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) e da Procuradoria do Município. O encontro teve por objetivo discutir a cobrança de IPTU relativa a unidades imobiliárias entregues pelo Programa Minha Casa, Minha Vida (faixa 1), do governo federal.

 

“A legislação municipal concede isenção do tributo em favor de famílias com renda de até dois salários mínimos, havendo, portanto, séria preocupação de que as execuções fiscais possam prejudicar os grupos vulneráveis beneficiados pelo programa federal, em decorrência de tais débitos fiscais”, explicou o defensor público Ricardo Menezes da Silva, coordenador do Núcleo Itinerante das Questões Fundiárias e Urbanísticas (NUFURB), que esteve presente na reunião juntamente com os defensores públicos Ricardo Milbrath Padoim e Júlio Duailibe Salem Filho, que atuam na Comarca de Ponta Grossa. A juíza Jurema Carolina da Silveira Gomes, da 1ª Vara de Fazenda Pública de Ponta Grossa, também participou da reunião.

 

A Defensoria Pública e a Procuradoria do Município concordaram com a suspensão das execuções fiscais em curso pelo prazo de seis meses, seguida de atividades conduzidas pela Prolar nos empreendimentos já entregues, a fim de atualizar o cadastro municipal e identificar os beneficiados pela isenção tributária. Também ficou acordado que o Município analisaria a possibilidade de encaminhamento de projeto de lei para conceder remissão de eventuais tributos pendentes que pudessem gerar ônus às famílias de baixa renda beneficiadas pelo Minha Casa, Minha Vida.

 

Um cronograma para desenvolvimento das atividades será organizado e a expectativa é de que o trabalho seja concluído até o final do ano.

Defensoria discute cobrança de IPTU a famílias de baixa renda2

 

Fonte: http://www.defensoriapublica.pr.def.br/2017/3/662,0